Bovino Orgânico

O que diferencia a carne bovina orgânica, da sustentável, além do gênero do animal (sustentável são fêmeas e orgânico, machos), é, basicamente, a alimentação. Para ser orgânico, o novilho precisa ser alimentado com ração orgânica certificada. No caso dos bovinos Korin, durante a maior parte da vida (aproximadamente 2 anos e meio), a alimentação é proveniente de pastos nativos do Pantanal, livre de agrotóxicos e adubos químicos e sem acréscimo de ureia para acelerar a engorda. Nos últimos 4 meses, a alimentação passa a ser complementada (em 35%) com cereais, à base de milho e soja. No caso dos orgânicos, tanto a pastagem, quanto os grãos contidos nesta ração (silagem), são orgânicos certificados. No caso da Sustentável, os grãos são, em sua predominância, oriundos do cultivo transgênico.

A Carne Orgânica do Pantanal, assim como a Carne Sustentável (que continuará a ser produzida), é resultado de uma parceria que visa promover o desenvolvimento da produção sustentável na maior planície alagada do planeta, o Pantanal. A Korin, a Naturafrig e a Associação Brasileira de Pecuária Orgânica (ABPO) trabalham em conjunto para promover este produto que conta, ainda, com apoio de importantes grupos, como o WWF-Brasil, o GTPS (Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável), a EMBRAPA-Pantanal, e o IBD (Instituto Biodinâmico), que garante e certifica que a produção da Korin se dá em fazendas nativas e orgânicas enquadradas na lei 10.831 de 23/12/2003 do SISORG – Sistema Brasileiro de Conformidade Orgânica.

Bovino no Pantanal

Mais do que um produto diferenciado, a ideia é informar ao consumidor sobre a origem da carne bovina, validando os benefícios à saúde e ao meio ambiente e, ainda, as tradições da cultura pantaneira.

Os bovinos orgânicos se alimentam com mais de 500 espécies de capins nativos do Pantanal, que conferem maior nível de Ômega 3 na carne. Além disso, são produzidos por famílias pantaneiras, gerando emprego e renda e contribuindo para a preservação ambiental deste importante bioma brasileiro que é o Pantanal.

São novilhos de uma raça resultante do cruzamento dos taurinos europeus Hereford e Braford com os resistentes e continentais zebuínos nelores, que garantem animais capazes de suportar o intenso calor e umidade característicos do Pantanal, mantendo a maciez na carne tão almejada pelo consumidor.

O rebanho sustentável é formado por, aproximadamente, 30% de novilhas de raça cruzada e 70% de nelores puros.

A meta da Korin é atingir a marca de 288 toneladas/mês em janeiro de 2018 no rebanho sustentável.

Já as expectativas para os bovinos orgânicos estão diretamente vinculadas a capacidade de organização da cadeia de suprimentos de produção de grãos orgânicos, pois, é certo que a preferência do consumidor pelo bovino orgânico será ainda maior que a do sustentável. Dentro desta expectativa estratégica, a ABPO é composta por mais de 40 produtores, que detém o controle de mais de 200 mil hectares no Pantanal, o que garante que não haverá falta de oferta de animais.

Macia e saborosa, a Carne bovina orgânica Korin será comercializada em todo o Brasil.

Carne bovina orgânica certificada da Korin já está disponível no mercado

Linha conta com cortes nobres resfriados e congelados

mix-carne-organica

A Carne Bovina Orgânica Korin é proveniente de novilhos (machos) criados no coração do Pantanal sul-mato-grossense. Assim como a Carne Sustentável da marca, que vem conquistando cada vez mais o paladar dos consumidores, o rebanho é criado sem o uso de antibióticos, hormônios, quimioterápicos e sem acréscimo de ureia, porém, no caso, os novilhos da linha Orgânica possuem alimentação certificada orgânica de pastagens nativas e ração composta por grãos orgânicos nos últimos 4 meses. A convivência em harmonia com animais nativos da região remete a saborosas carnes de caça.

“Nossos bovinos comem mais de 500 espécies de capins nativos do Pantanal, que conferem maior nível de Ômega 3 à carne. Além disso, a carne bovina produzida na região, traz benefícios à saúde, ao meio ambiente e às tradições da cultura do homem pantaneiro, presente na agropecuária há mais de 250 anos em convívio harmonioso com a natureza. Este trabalho é realizado com apoio do WWF-Brasil, Naturafrig, ABPO, GTPS e EMBRAPA-Pantanal.

Mais do que um produto diferenciado, a linha também visa informar o consumidor sobre a origem da carne bovina, validando os benefícios à saúde e ao meio ambiente e, ainda, as tradições da cultura pantaneira. Os produtos já estão disponíveis nos principais mercados do Brasil.

Apresentação

  • Resfriado:
    Picanha
    Patinho
    Musculo
    Lagarto
    Fraldinha
    Filé Mignon
    Filé de Costela (Noix)
    Coxão Mole
    Coxão Duro
    Contra Filé
    Alcatra
    Bananinha
    Maminha
    Raquete (Shoulder)
  • Congelado
  • Peixinho
    Costela ripa
    Acem

Escala de Produção Korin

Este produto faz parte da Linha Orgânica da Korin, que contém produtos certificados, a caminho da Agricultura Natural.

Produto convencional Produto sustentável Produto da agricultura natural orgânico Produto

Nossa missão é utilizar métodos produtivos que gradativamente concretizem a Agricultura Natural