Livre de Transgênicos

Os Frangos Livres de Transgênicos da Korin fazem parte da Linha Sustentável da empresa (onde nenhuma ave recebe antibióticos) e são provenientes de aves criadas com alimentação vegetariana à base de grãos NÃO transgênicos, certificada pelo IBD Certificações.
Uma nova linha de aves que amplia as opções tecnoprodutivas dos agricultores, deixando-os independentes nas suas escolhas de cultivo e modo de produção. O Frango Livre de Transgênicos Korin, ajuda a contribuir com a biodiversidade, preservando o patrimônio genético de plantas e sementes e colaborando para a preservação do nosso planeta.

Segundo o Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), os transgênicos são “organismos geneticamente modificados” (OGM) que receberam um gene de outro ser vivo em seu DNA por meio de técnicas empregadas na biotecnologia”. O resultado desta mutação pode ser aplicado na agricultura, na alimentação, na saúde e nas indústrias químicas e têxtil. No caso da agricultura, o ganho de produtividade é a razão mais utilizada para justificar a presença de organismos geneticamente modificados no cultivo de alimentos.

Por que é um alimento pioneiro?

No Brasil, cerca de 85% do milho e 92,4% da soja cultivados, hoje, são geneticamente modificados, portanto, é muito provável que se um frango não tem certificação de orgânico, ele se alimenta de grãos transgênicos.
A Korin conseguiu manter-se livre do uso de transgênicos até 2009 quando, por escassez de grãos NÃO transgênicos no país, foi obrigada a alimentar suas aves com grãos oriundos deste sistema, igualando-se, nesse quesito, às demais empresas do setor.
Segundo pesquisadores, por consequência do uso de transgênicos, no meio ambiente ocorre a perda da diversidade genética na agricultura, o aumento na utilização de um herbicida da linha dos glifosatos que se tornou o agroquímico mais utilizado no Brasil, (Fonte: Canal Rural/Uol), além da concentração do mercado de sementes nas mãos de poucas empresas ao redor do mundo.

Mesmo com limitações devido a fatores externos (oferta de grãos não transgênicos), a linha de frangos sustentáveis da Korin manteve diferenciais que sempre trouxeram benefícios à saúde e qualidade de vida dos consumidores, produtores e meio ambiente. Dentre esses diferenciais, destacam-se o bem-estar animal, ausência de antibióticos, ausência de quimioterápicos e a alimentação vegetariana das aves.

Por que a Korin lançou o Frango Livre de Transgênicos?

Até 2009 a Korin conseguiu manter-se livre do uso de transgênicos mas, por escassez de grãos NÃO transgênicos no país, precisou utilizá-los.
Em 2016, a Korin deu início a este grande projeto que visa se estender a todas as aves da linha sustentável da empresa. Por ser seguidora da filosofia de Mokiti Okada a Korin tem por missão transformar toda sua produção em Agricultura Natural de Mokiti Okada e para isso divide suas linhas de produtos em escalas que evoluem gradativamente. Para a Korin “o bom é o caminho para o ótimo”. Mesmo com limitações, a Korin já utiliza grãos orgânicos (não transgênicos) na alimentação das aves da Linha Orgânica (Frangos e Ovos) desde o seu lançamento, em 2009.

Quais os benefícios de se produzir Livres de grãos transgênicos?

Apesar de estar presente em culturas agrícolas de todo o Brasil, os grãos transgênicos colecionam críticas no meio científico, principalmente no que tange à saúde humana e ao meio ambiente.
Pesquisas indicam que o consumo regular de alimentos transgênicos pode, por exemplo, potencializar os efeitos de substâncias tóxicas no organismo e aumentar a incidência de alergias alimentares, agravando a resistência humana a antibióticos.
Segundo ainda os pesquisadores, no meio ambiente ocorre a perda da diversidade genética na agricultura e a concentração do mercado de sementes nas mãos de poucas empresas ao redor do mundo.
Os dados mais alarmantes estão relacionados aos danos causados à saúde humana e ao meio ambiente graças a um insumo utilizado excessivamente na produção transgênica. Trata-se de um herbicida da linha dos glifosatos que se tornou o agroquímico mais utilizado no Brasil, com mais de 173 mil toneladas comercializadas somente em 2017 (Fonte: Canal Rural/Uol).

Livres de Antibióticos

Nenhum frango Korin recebe antibióticos, nem os terapêuticos e nem como melhoradores de desempenho (o mais utilizado dentro da avicultura), o que contribui para que os seres humanos fiquem protegidos da ação de superbactérias. Também não utilizamos quimioterápicos ou anticoccidianos em nossas aves. Na Linha Sustentável os frangos são criados em galpões fechados, em densidade de no máximo 12 aves por metro quadrado e em ambiente controlado. Sua ração não contém ingredientes de origem animal. Para favorecer a saúde das aves usamos prebióticos e probióticos (bactérias benéficas que atuam no ambiente intestinal), extratos vegetais, óleos essenciais e ácidos orgânicos.

Alimentação 100% Vegetariana

Além do milho e soja não transgênicos, nossas aves também recebem prebióticos, probióticos, óleos essenciais de plantas, ervas aromáticas e nutrientes naturais que enriquecem a ração e mantêm a saúde dos animais, sem o uso de quimioterápicos. Jamais utilizamos ração com farinhas de carnes, sangue, vísceras e penas.

Bem-Estar Animal

A Korin foi a primeira empresa brasileira a receber a certificação de bem-estar animal da HFAC (Humane Farm Animal Gare), sendo modelo para outras empresas do setor.

Apresentação
  • Bandejas de 600g (diversos cortes) e frango inteiro.