Falando com a nutri: o benefício do Própolis para a saúde.

em 23 de ago de 2022

O Própolis é um material resinoso bem conhecido, recolhido por abelhas a partir do gomo e exsudados das plantas, misturados com enzimas de abelhas, pólen e cera. A palavra grega “própolis” revela a sua utilização pelas abelhas na colmeia: pro = para ou em defesa e polis = a cidade, que significa “defesa da colmeia”.

As abelhas utilizam a própolis para aplanar as paredes internas, selar buracos nos seus favos de mel e para cobrir carcaças de intrusos que morreram dentro da colmeia, evitando a sua decomposição. A Própolis também protege a colônia de doenças devido à sua eficácia anti-séptica e propriedades antimicrobianas.

 

Algumas curiosidades sobre o uso de Própolis ao longo da história:

 A Própolis tem sido amplamente utilizada por várias civilizações para tratar constipações, feridas e úlceras devido às suas propriedades anti-sépticas e anestésicas locais. Os egípcios usaram-na para embalsamar os seus mortos, e mais recentemente, foi utilizado durante a guerra bôer para curar feridas e regeneração de tecidos.

A Própolis tem também foi utilizada em medicina complementar devido ao suas atividades antimicrobianas, antiinflamatórias, antitumorais, imunomoduladoras e antioxidantes, entre outras.

Nas últimas décadas, o própolis tornou-se o tema de vários estudos realizados em todo o mundo, sua composição química e as propriedades biológicas têm sido amplamente estudada

Ultimamente, alguns mecanismos de ação têm sido propostas, e as suas aplicações terapêuticas têm sido avaliadas, mostrando a importância deste produto apícola.

Atualmente seu consumo para saúde humana tem sido associado como benéfico, devido às principais ações:

  • Atividade anti-microbiana (anti-séptica, anti-bacteriana, anti-fúngica)
  • Atividade anti-tumoral
  • Ação imunomoduladora
  • Ação anti-inflamatória
  • Ação antioxidante
  • Ação protetora gástrica

 

Composição do Própolis:

O Própolis é o terceiro componente mais importante dos produtos da abelha. É composto principalmente de resina (50%), cera (30%), óleos essenciais (10%), pólen (5%), e outros compostos orgânicos (5%).

Compostos orgânicos que foram identificados em própolis são: polifenóis, terpenos, ésteres, flavonóides, beta-esteróides, aldeídos aromáticos, álcoois, aminoácidos, vitaminas, minerais, e açúcares.

 A composição química do própolis é diversa e depende da geografia e origem botânica, ou seja, fatores climáticos, recursos vegetais, local de origem e tempo em que foi recolhido pelas abelhas.

As abelhas recolhem o material vegetal para a produção de própolis durante as horas mais quentes dos dias de sol, devido à maleabilidade e suavidade das resinas que são um componente essencial do própolis. Portanto, nas regiões temperadas, a produção de própolis tem lugar a partir do final do Verão até ao Outono, ao passo que nas regiões tropicais, as abelhas podem recolher material vegetal ao longo de todo o ano. A especificidade da flora local é o principal fator que determina a composição química da própolis e, subsequentemente, as suas propriedades biológicas e farmacológicas

No total, existem mais de 500 moléculas bioativas identificados em própolis, e a maioria deles são metabolitos secundários de plantas. Essas moléculas têm excelentes efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios, antimicrobianos, imunomoduladores, antitumorais, e cura de feridas. São estudadas individualmente e em várias combinações.

O perfil da molécula bioativa do própolis em bruto, varia de acordo com a geografia e origem botânica, estação, genética das abelhas, e fatores ambientais. A qualidade e a quantidade de própolis recolhida depende da diversidade e disponibilidade de plantas, fonte e termo de recolha, técnicas e práticas dos apicultores, bem como e fatores ambientais.

 

Benefícios do Própolis em atividade e tratamento anti-tumoral:

Atividades Antiproliferativas e Citotóxicas da Própolis e seus Compostos sobre Células Cancerígenas

A Própolis tem também um efeito anticancerígeno. Os compostos contidos na própolis inibem múltiplas vias de sinalização cruciais para iniciação, progressão e metástase do cancro, tais como PI3k/AKT/mTOR, NFκB, JAK-STAT, TLR4, VEGF, TGFβ, e vias de apoptose intrínsecas e extrínsecas. Através das vias acima mencionadas, a própolis pode induzir apoptose, paragem do ciclo celular, e reduzir a proliferação, viabilidade, invasão, migração, e quimiorresistência das células cancerígenas.

Um estudo relatou que o própolis tem potencial para o tratamento do cancro da mama humano devido à sua atividade antitumoral, induzindo a apoptose no ser humano de células cancerosas da mama. Também apresenta uma toxicidade baixa ou nula para células normais devido às suas propriedades selectivamente tóxicas contra as células tumorais e acredita-se que a própolis possa tornar-se um agente de destaque no tratamento do cancro da mama.

Foi também demonstrado que a própolis exerce uma ação citotóxica seletiva sobre as células cancerosas do pulmão humano, induzindo stress reticular endoplasmático, apoptose, e actividade de caspase e pela redução do potencial da membrana mitocondrial. Isto indica que o própolis é capaz de minimizar a proliferação da célula cancerígena.

Além disso, seus compostos podem proteger as células saudáveis contra os danos causados pela quimioterapia e radioterapia, e limitar os efeitos mais graves da terapia anticancerígena.

A mucosite oral é um efeito secundário importante da quimioterapia e da radioterapia. O enxaguamento da boca com extracto seco de própolis foi eficaz na redução de sintomas significativos de mucosite oral em doentes com câncer de mama durante a quimioterapia. Resultados semelhantes foram também obtidos em doentes que receberam quimioterapia para o câncer da cabeça e do pescoço. Um estudo de meta-análise confirmou que o colutório de Própolis é eficaz e seguro no tratamento de mucosite oral induzida por quimioterapia ou radioterapia em doentes com cancro.

 

Benefícios do Própolis para a saúde gastrintestinal:

A infecção com parasitas ocorre geralmente ao contacto com uma superfície infectada. Os sintomas de infecção parasitária do trato gastrointestinal incluem dor abdomina, diarreia, inchaço e náuseas.

Em um estudo, o efeito in vitro do extrato de própolis sobre crescimento e aderência dos trofozoítos de Giardia duodenalis, foi demonstrado que a própolis inibe o crescimento e aderência dos trofozoítos. Promoveu também a desinserção destes organismos parasitas. A sua eficácia contra

giardiasis também foi relatada num estudo clínico em que crianças e adultos com giardiasis, receberam propolis e demonstraram uma taxa de cura entre 52% e 60%, enquanto que aqueles que receberam o medicamento convencional mostraram uma taxa de cura de 40%.

Outro estudo experimental mostrou que o própolis tem atividades anti-histamínicas, anti-inflamatórias, antiácidas, e anti-H. pylori que podem ser utilizado para tratar a ulceração gástrica.

 

Benefícios do Própolis para a saúde oral:

A cavidade oral tem uma microbiota abundante. O crescimento bacteriano de forma desequilibrada podem levar a várias condições de doenças orais.

Estudos têm demonstrado que o propólis pode restringir o desenvolvimento da placa bacteriana causadores de agentes patogênicos devido ao sua ação antibacteriana. Pasta de dentes ou elixir bucal de Própolis pode ser utilizada pela sua capacidade de reduzir o crescimento da placa bacteriana e microflora patogénica que provoca gengivite e periodontite.

As soluções de Própolis exercem uma ação citotóxica nos fibroblastos gengivais humanos em comparação com clorexidina. Além disso, elixir bucal contendo própolis demonstraram eficácia na cicatrização de feridas cirúrgicas.

Atualmente, muitos estudos estão orientados para investigação dos benefícios para a saúde e propriedades farmacológicas dos produtos apícolas devido à sua eficácia, levando ao desenvolvimento crescente de nutracêuticos e alimentos funcionais a partir destes produtos.

O conceito de alimentos funcionais refere-se a alimentos que têm a capacidade de promover melhor

saúde fisiológica ou psicológica comparada com a alimentação convencional associada ao tratamento medicamentoso de algumas patologias.

A Própolis é uma das substâncias mais interessantes produzidas pelas abelhas melíferas. O extrato de própolis tem sido cada vez mais procurado pela população, atualmente com o objetivo de melhorar a defesa imunológica, frente à ameaça que as pessoas vêm sentindo de adquirir doenças infecciosas.

Já bem documentado com relação ao auxílio nas defesas imunológicas, o própolis hoje é também associado com outros benefícios à saúde, devido sua alta concentração de compostos bioativos, que auxiliam na proteção anti-oxidativa e anti-infalamtória e efeito anticancerígeno do organismo.

 

Referências bibliograficas

FORMA, E.; BRY´S, M. Anticancer Activity of Propolis and Its Compounds. Nutrients 13, 2594, 2021

MANDAI, M.D.; MANDAI, S.; KARPI, M. Honey: its medicinal property and antibacterial activity. Asian Pac J Trop Biomed 1(2):154-60, 2011

PRZYBYLEK, I.; KARPI´NSKI, T.M. Review: Antibacterial Properties of Propolis. Molecules 24, 2047,  2019

SFORCIN, J. M. Biological Properties and Therapeutic Applications of Propolis. Phitother. Res. 30: 894-905, 2016

SURAN, J. et al. Propolis Extract na its Bioactive Compounds-From Traditional to Modern ExtractionTechnologies. Molecules, 26, 2930, 2021

Experimente também: