Certificação garante uma produção sem nenhum antibiótico e anticoccidiano e já pode ser conferida nos ovos das linhas Boa Pedida e Orgânica

 

A Korin Alimentos, pioneira na certificação de produtos sem uso de antibióticos e com bem-estar animal na indústria alimentícia na América Latina, inova mais uma vez. Vinte e sete anos após criar o seu primeiro frango de forma natural, sem nenhum antibiótico e nenhum anticoccidiano, a empresa acaba de registrar o selo NAAU, com apoio da AVAL (Associação Brasileira da Avicultura Alternativa) e do CPMO (Centro de Pesquisa Mokiti Okada). O selo, que traz em sua sigla o significado ‘Nenhum Antibiótico e Nenhum Anticoccidiano Utilizado’, foi desenvolvido para garantir ao consumidor produtos isentos de qualquer substância que interfira de forma intencional e abrupta na fisiologia do animal, aplicada na criação e ao longo da vida das aves, inclusive as permitidas por lei.

Muito antes de se tornar prioridade na indústria animal, a Korin já desenvolvia um método de criação livre de antibióticos e anticoccidianos, prezando sempre pelo bem-estar animal graças à sua ligação com a filosofia da Agricultura Natural preconizada pelo filósofo e pensador japonês, Mokiti Okada (Japão, 1882-1955), que prega a profunda ligação com a natureza e com o não uso de substâncias que agridam o solo, as plantas, os animais e os seres humanos.

Os ovos da marca são os primeiros produtos a levarem a certificação e podem ser encontrados nas linhas Boa Pedida (uma das novas marcas da Korin, também lançada este mês), sendo caipira com 10, 20 ou 30 unidades e a linha Orgânica, também caipira com 6, 10 e 20 unidades.

Além disso, as novas embalagens trazem inspiração artística reproduzindo obras da artista Tina Vieira na linha orgânica, e de técnicas como sumiê e aquarela na linha Boa Pedida, traduzindo visualmente a essência da Korin.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]