No dia 01 de dezembro foi lançado na Livraria Lumos do Shopping Center de Rio Claro, com patrocínio da Korin, o livro “O Relógio que perdeu as horas” criado por Luigi Epiphanio Venturoli. O jovem autor, hoje com sete anos de idade,  foi diagnosticado aos dois anos e meio com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Um exemplo que nos mostra que todas as crianças são especiais à sua maneira.

A leitura sempre foi um hábito na casa dos Epiphanio Venturoli, a mãe Patricia e o pai Marcelo, sempre gostaram de ler para seus filhos gêmeos, Luigi e Giuliano, criando e imitando as vozes de personagens e estimulando a imaginação das crianças, principalmente na hora de dormir. Luigi e Giuliano foram diagnosticados com TEA e as características encontradas foram: dificuldade de comunicação verbal e não verbal, o entendimento literal de tudo, a dificuldade na imaginação e no brincar, entre outras. Nas crianças com TEA, a criatividade e imaginação devem ser estimuladas para que venham à tona.

Foi neste contexto, onde relógios eram o grande interesse, que Luigi em uma noite disse para a sua mãe que ele ia lhe contar uma história. Era a primeira vez que isso acontecia, e Patricia emocionada, escutou atenta e fascinada com os personagens criados pelo filho, na época com 7 anos. No dia seguinte, contra a vontade de Luigi, ela pediu para que ele contasse novamente a história e a digitou no computador, onde ficaria guardada por 3 anos. Com a ajuda da editora ALUZAZUL, o patrocínio da Korin Agropecuária, do avô Hélio Epiphanio e as ilustrações criativas de Juliana Lie Hirata, o livro saiu do computador e foi para a impressão.

A Korin, por sua missão de promover saúde e bem-estar, incentiva iniciativas como a de Luigi, que prova que desafios estão aí para serem vencidos, em busca de uma sociedade mais justa e sustentável para todos.

Confira o vídeo de lançamento do livro, lançado em período anterior