A comparação entre o preço final do varejo do frango criado sem uso de transgênicos e antibióticos com o convencional é uma questão complexa, mas alguns aspectos econômicos precisam ser considerados pelo consumidor: 

  1. A criação do frango sem uso de transgênicos e antibióticos é certificada pela WQS (World Quality Services) como livre de antibióticos e ingredientes de origem animal na ração, de acordo com as Normas para Produção, Abate e Controle Laboratorial de Frango Certificado Alternativo da Associação da Avicultura Brasileira – AVAL e isso incorre em custos geralmente mais elevados do que as propriedades que produzem o frango no sistema convencional (esta com ganhos de grande escala, maior produtividade, menor uso de mão-de-obra, sem a obrigação da preservação ambiental/ responsabilidade social e sem custo de certificação anual); 
  2. Os produtores de aves são pequenos e médios proprietários, integrados à Korinque cuidam de lotes pequenos (10.000 – 30.000 aves) e o abatedouro abate diariamente 24.000 frangos. Daí, tem-se uma idéia do cuidado dispensado pelos nossos colaboradores aos produtos que fabricamos, importantes neste sistema de criação diferenciado. 
  3. A ração do frango criado sem uso de antibióticos é feita à base de milho e soja selecionados, sem uso de antibióticos terapêuticos e antibióticos como melhoradores de desempenho. 
  4. Devido ao sistema de criação sem uso de antibióticos, a idade média de abate do frango Korin é de 46 dias, maior que a idade de abate do frango convencional. 
  5. Korin, de modo geral, não realiza venda direta aos consumidores (a não ser em sua rede de lojas), mas comercializa o frango a redes varejistas e lojas que têm sua política de preços para produtos diferenciados. E, certamente, a Korin não tem influência na margem aplicada aos seus produtos pelas redes e lojas; 

Ciente das expectativas dos consumidores, a Korin vem desenvolvendo iniciativas para tornar seus produtos mais acessíveis, na medida em que busca incessantemente a melhoria de seus processos e o crescimento sustentável. Uma empresa mais eficaz e produtiva, alinhada aos ideais de Mokiti Okada, terá condições de oferecer mais opções de compra. 

Esclarecemos que todas as embalagens da Korin têm declaração de seus diferenciais de qualidade, para que o consumidor reconheça esses atributos intrínsecos aos produtos. 

O ideal é que o produto resfriado seja mantido na temperatura de 0°C a 4°C, mantendo assim a validade de 10 dias, conforme indicação que consta no rótulo.  

Não é possível garantirmos que o produto resfriado, sendo congelado na residência do consumidor, tenha a mesma validade do produto congelado na indústria (1 ano), pois o congelamento adequado deve ser feito logo após o processamento e de forma rápida a temperaturas muito baixas, pois dessa forma serão mantidas as propriedades nutricionais e não haverá o crescimento de microrganismos.

Korin