Tetsuo Watanabe, nascido no Japão, em 1940, chegou ao Brasil em 1962 com o intuito de fundar os primeiros templos da Igreja Messiânica Mundial no país.

Seu pai era sacerdote do mestre fundador da igreja, Mokiti Okada. Com a convivência e os ensinamentos, Tetsuo Watanabe se tornou pioneiro na difusão do Johrei, oração que é essência dos messiânicos.

Era visto como um mestre muito carismático e capaz de espalhar a esperança entre as pessoas que o conheciam. Depois de dois anos em São Paulo, onde criou o primeiro templo no bairro do Butantã, foi em 1964 para o Rio de Janeiro, onde se tornou líder entre os messiânicos brasileiros.

Muito dedicado à busca pelo conhecimento, passava os ensinamentos sempre de forma alegre e conseguiu concretizar o sonho de espalhar o Johrei pelo Brasil.

Tornou-se presidente da igreja em 1976 e permaneceu na liderança por 30 anos*.

Korin, o início de um sonho

Em 1994, com o apoio do atual presidente da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, Marco Antonio Baptista Resende, Tetsuo Watanabe idealizou e fundou a Korin Agropecuária, empresa que nasceu com a missão de produzir e comercializar alimentos puros que seguissem os preceitos e ensinamentos da filosofia da Agricultura Natural. Foi ele, aliado à dedicação de Resende, que desenvolveu as primeiras criações de frangos em sistema livre de antibióticos no Brasil. Um sistema pioneiro, hoje internacionalmente reconhecido.

Watanabe foi também responsável por escolher o nome da empresa (Ko-rin), que significa aneis de luz, em japonês, e seu principal símbolo (os círculos dourados usados no logo).

Escreveu, de próprio punho o nome Korin, que usamos até hoje em nossa marca.

Para ele, a Agricultura Natural é uma espécie de arca de Noé do século XXI, que tem o objetivo de salvar a saúde da humanidade, por meio da alimentação.

*Com trechos extraídos do jornal Folha de S. Paulo:

https://m.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1355770-tetsuo-watanabe-1940-2013—trouxe-o-johrei-para-o-brasil.shtml?aff_source=56d95533a8284936a374e3a6da3d7996